quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Acordar

Acordei. Fato isolado que sublinha o meu dia. Mais um céu, mais um sol, coisas e coisas para acontecer ou deixar de acontecer. O cotidiano desabrocha e, olha lá, quando vejo, o relógio já me expulsa esse pensamento. É hora de agir.
O contorno do meu tempo é esse eterno adormecer e despertar que, às vezes, chega a agredir um relógio aqui dentro que nem sempre bate com a hora. Quero dizer, o tempo não concorda com os meus quereres. Mas, os meus quereres sempre acabam se confrontando com o tempo.
Levantei da cama. acordar e se manter nesse estado reflete uma iniciativa um tanto contente de progredir, de uma forma ou de outra. Mesmo que possa haver o momento em que acordar não queira dizer levantar e sim se lembrar de dormir novamente. Resistir ao poder do aconchego do sono é o que te levanta da cama. Acorda, amor.
Viver pode ser continuar esse eterno cotidiano de surpresas diárias até que, um dia, dormimos para sempre. Deve ser quando o relógio para, mas nunca para o mundo. O mundo mundo vasto mundo ainda segue no cotidiano de cada dia. Acordar. Levantar da cama. Vou contente seguir um tempo de surpresas cotidianas. Mesmo que seja perceber que o despertador ainda não tocou.
Acordei. Fato isolado que sublinha a vida. Criei coragem, despois de alguns tic-tacs monótonos, e me surpreendi ao fazer esse blog. Minhas palavras desabrocham e, olha lá, quando vejo, o meu texto se espalha além do ritmo esperado. Enfim, levantei da cama.

5 comentários:

  1. Nossa amor, ficou lindo ! vou postar o link no meu site ! Beijossss

    ResponderExcluir
  2. Vc é minha escritora favorita, vc sabe, né?!
    Lerei diariamente!

    ResponderExcluir
  3. Lindos textos, Lú! Virei sempre te visitar!
    Quando puder, passe no meu blog para conhecer, o Mãe em Ação:http://maeemacao.blogspot.com/
    Bjs,
    Carol

    ResponderExcluir
  4. Leve, fluido, curto, simples e saboroso!

    ResponderExcluir
  5. Nossa, essa postagem já faz tempo, não é? rs
    Estou partindo do princípio, na tentativa de descobrir as borboletas amarelas pelo meio do caminho...
    Quando cruzar com uma delas lhe aviso...

    ResponderExcluir