terça-feira, 12 de julho de 2011

Fica o que sobra

Nada mais resta.
O que sobra é amor.

Como sentir o calor do Sol em dias frios.

Eu poderia dizer muitas coisas.
Mas todas seriam quase nada.
O que sobra sou eu.

Como me olhar por dentro do espelho.

Eu ouço muitas coisas.
E todas passam por mim.
O que sobra, fica.

Como um abraço saudoso dentro do tempo.

13 comentários:

  1. Linda a ideia de o essencial ser o que parece extra, parece coisa vazando! O que guardamos de verdade é o que mais tem fama de supérfluo... Na realidade, é só o que permanece, já que "tudo que é sólido desmancha no ar", como diria o livro... Luiza, minha sugestãozinha pro texto é aprimorar o terceiro verso, que forma uma estrofe indepentende, pois ele se assemelha muito à prosa e destoa um pouco da beleza do poema. Tire palavras. Beijos e sucesso!

    ResponderExcluir
  2. Poema profundo, que fala muita coisa em poucas palavras. Diria até que ele sintetiza a falta de palavras em alguns momentos, ou como vc bem disse, aqueles momentos em que "fica apenas o que sobra"1. Belíssimo!

    http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Gostei do seu blog e estou seguindo, se poder retribuir ficarei feliz :)

    http://blogtatudodominado.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. se ainda tem o amor o resto não importa

    ResponderExcluir
  5. Bem , o amor não é tudo , pode até ser um pouco de amargura , mas ...

    http://andyantunes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Muito legal Luiza. Queria poder compartilhar dele no fcbk, seria mt legal! Até

    ResponderExcluir
  7. Tá apaixonada?

    http://www.papel40kg.com/

    ResponderExcluir
  8. Parabens!
    "Eu ouço muitas coisas.
    E todas passam por mim.
    O que sobra, fica."

    vc mostra uma sabedoria exemplar, etarna aprendiz da escola da vida! e com o amor como o lapiz... bem acredite, independente das dores serás feliz!
    bjss e obrigadissimo por colocar pensamentos tao belos e inteligentes aki... muito me enrriquecem!!
    Felicidades mil!

    ResponderExcluir
  9. O que fica é o que realmente importa para nós. Tem tantas coisas superficiais por aí que acabamos nos distraindo com elas às vezes.
    Quando você diz "O que sobra sou eu", me lembro de uma palavra que gosto muito: "Essência".
    No fim, só resta nosso amor sincero pelas coisas verdadeiramente valiosas.
    Lindo.
    Até!

    ResponderExcluir
  10. O que sobra pelo tempo é o sentimento que uniu duas pessoas e os gestos que os materializaram, que pode ser como você disse, um abraço.

    http://pequenohistoriadorurbano.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. lindos versos!!!

    grande beijo

    http://cabecafeminina.blogspot.com

    ResponderExcluir