segunda-feira, 21 de junho de 2010

Criação

Domingo. Segunda. Terça. Quarta. Quinta. Sexta. Sábado. E "todo dia ela faz tudo sempre igual". De novo. Domingo. Segunda. Terça. Quarta. Quinta. Sexta. Sábado. Sempre seis horas da manhã. Mais uma vez. Domingo. Segunda. Terça. Quarta. Quinta. Sexta. Sábado. Ah! Um sorriso quase sempre pontual. Ah! Cadê a escova de dente? E de novo. Domingo. Segunda. Terça. Quarta. Quinta. Sexta. Sábado. Domingo. Segunda. Terça. Quarta. Quinta. Que bom que amanhã é sexta. Sexta. Sábado. Domingo. E amanhã eu vou ter que voltar ao trabalho. Segunda. Sem reclamações. A vida é trabalho. Mas espero a hora do feijão. Terça. Quarta. Quinta. Sexta. Amanhã tem festa. Sábado. Amanhã tem missa. Descanso. Fim de fim de semana. Domingo. E volta todos os outros dias com a espera pela chegada no portão. Segunda. Terça. Quarta. Quinta. Sexta. Paixão. Sábado. E mais uma vez. Domingo. Segunda. Terça. Quarta. Quinta. Sexta. Sábado. Vida. Cotidiano. E diferença na repetição.

2 comentários:

  1. É como se pudessemos smeprer o proximo passo. E isso me assusta, pois qual serão as surpresas que foram engolidas pela repetição ccontínua que vicia nosso olhar e não nos deixar para e romper com tudo...

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Você pode ajudar o Brasil a continuar livre da poliomielite! Ajude a divulgar informações aos papais e mamães, para que eles não se esqueçam de levar seus filhos menores de cinco anos para tomar a segunda dose contra a paralisia infantil, no próximo dia 14. Essa simples atitude faz com que as crianças do nosso país estejam protegidas de uma grave doença.
    Caso tenha interesse em ajudar a divulgar a Campanha Nacional de Vacinação Infantil, e para obter mais informações ou materiais da campanha - como o filme e banners -, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br
    Obrigado por sua colaboração!
    Ministério da Saúde

    ResponderExcluir