segunda-feira, 9 de maio de 2011

Desaparecer

Ó céus, quero uma máquina para desatormentos...

Os tormentos vão exalando sentir como quem passa muito perfume...
Ó céus, quero o desatormento!

Um dia, que seja, sem pensar nas incertezas de ser ser...
Um dia, que seja... uma noite, enfim...

Quero ser pedra rua poste escada porta vento...
Não quero mais essa humanidade toda dentro de mim...

Ó céus, sentir sorrir penar... quero parar uns instantes...
E ser dura como concreto ou mole feito água e ser só.

Ó céus, não é tanto que te peço... mas é muito esse sentir...
Por favor, uma máquina para desatormentos!

Antes que todo esse perfume exale mais do que ser humano
e não se contenha em apenas ser...

Ó céus, apenas desaparecer...

11 comentários:

  1. Adorei teu blog viu flor

    Beijos

    http://thyallennn.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Mto legal seu blog!
    Dá uma passada lá no meu e me siga tbm!
    ♥ღ Mulheres Que Amam Errado ♥ღ
    http://mulheresqueamamerrado.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Também ja desejei muitas vezes desaparecer. São tantos sentimentos que nos acometem de uma só vez que nós precisamos dar um tempo de tudo e de todos.
    Já sentiu vontade correr?
    Sem destino. Apenas correr. Fugindo de algo que você nem sabe descrever exatamente.
    Pois é... a máquina do desatormento cansa menos...

    Hoje sou eu quem agradece as visitas.
    Até a próxima!

    ResponderExcluir
  4. caraca muito bom o que posta aki...adorei teu blog... "desaparecer" quem nao ke rpor um dia?

    ResponderExcluir
  5. "Quero ser pedra rua poste escada porta vento...
    Não quero mais essa humanidade toda dentro de mim..."
    Sinto exatamente isso todos os dias, isso é que me gera esses tais tormentos.


    http://www.papel40kg.com/

    ResponderExcluir
  6. adorei!!!
    acredito que cada um tem sua chave, a minha é silêncio, desaparecer em mim!!
    bjs.

    ResponderExcluir
  7. Gostei do tom confessional e transitório das emoções, narra bem às circunstâncias e experiências sentimentais em poesia, uma linguagem bem expressiva, parabéns pelos versos e pelo espaço poetisa,

    um cordial abraço.

    ResponderExcluir
  8. Esta maquina para desatormentos está dentro de você mesma...basta percebe-la, colocá-la para funcionar. E a sua poesia é materia prima, combustivel para deixar seu motor sempre funcionando. Beijos poéticos

    ResponderExcluir
  9. pelo menos por um dia né, desaparecer..
    muito boom!

    beijão fofa

    ResponderExcluir
  10. Oii,
    tem um selo lá no meu blog pra voce.

    Bjo ;)

    ResponderExcluir
  11. Muito Lindo tudo isso.
    Seguindo o Blog, e acompanhado-o apartir de então...

    Parabéns!!!

    ResponderExcluir